Post em Destaque

quarta-feira, 22 de março de 2023

Como usar a Colorimetria na maquiagem?

 

Colorimetria é a ciência que estuda as cores e sua relação com a luz e os objetos. Na maquiagem, a colorimetria é muito importante, pois a escolha das cores corretas pode fazer toda a diferença no resultado final. Neste artigo, iremos explorar como a colorimetria pode ser utilizada na maquiagem, bem como as principais técnicas e conceitos envolvidos.

A cor é uma sensação visual que ocorre quando a luz reflete em um objeto e é capturada pelos nossos olhos. As cores primárias são o vermelho, o azul e o amarelo, e todas as outras cores são formadas a partir da combinação dessas três cores. A cor é percebida de forma diferente por cada pessoa, e por isso é importante levar em consideração a tonalidade da pele e dos olhos ao escolher as cores da maquiagem.

Circulo Cromático

O círculo cromático é uma ferramenta muito útil na maquiagem. Ele é composto pelas cores primárias e secundárias, e mostra como as cores se relacionam entre si. As cores complementares são as que estão em lados opostos do círculo cromático, como o vermelho e o verde, o azul e o laranja, e o amarelo e o roxo. Essas cores complementares podem ser utilizadas para criar contraste e dar destaque ou esconder determinadas áreas ou inperfeições do rosto de acordo com a sua coloração.

Outro conceito importante na colorimetria da maquiagem é o tom de pele. Existem três tipos principais de tons de pele: quente, frio e neutro (assunto aqui). Os tons quentes são aqueles que possuem uma base amarelada ou avermelhada, enquanto os tons frios possuem uma base azulada ou rosada. Já os tons neutros possuem uma base neutra, sem tendência para o amarelo ou o azul. É importante escolher cores que harmonizem com o tom de pele da pessoa, para evitar um resultado artificial ou desarmônico.

A partir desses conceitos, podemos explorar algumas técnicas de maquiagem que utilizam a colorimetria. A primeira delas é o uso das cores complementares para criar contraste. Por exemplo, se a pessoa possui olhos verdes, pode-se utilizar uma sombra vermelha para realçar a cor dos olhos. Outro exemplo é o uso de um batom roxo em uma pele com tom de pele amarelado, para criar contraste e destaque.

Passo a passo

Outra técnica é o uso de cores análogas, que são aquelas que estão próximas no círculo cromático. Por exemplo, uma sombra rosa pode ser utilizada em conjunto com um blush pêssego para criar um efeito harmônico e suave. As cores análogas são especialmente úteis para criar um look mais natural e discreto.

A escolha da base também é muito importante na maquiagem. Escolha uma base que tenha a mesma tonalidade da pele, para evitar uma diferença evidente entre o rosto e o restante do corpo.

A base também deve ser escolhida de acordo com o subtom da pele, para evitar um resultado artificial. A escolha correta da base pode ser feita através de testes na pele, em diferentes iluminações, para garantir que a cor escolhida seja a mais adequada.

Além disso, é importante levar em consideração o acabamento da base. Existem diversas opções de acabamento, desde o matte até o glow, e a escolha depende do efeito desejado. Para peles oleosas, uma base com acabamento matte pode ser mais adequada, enquanto para peles secas, uma base com acabamento glow pode dar um efeito mais hidratado e saudável.

O corretivo também é uma parte importante da maquiagem, e sua escolha deve levar em consideração a cor da pele e o tipo de imperfeições que se deseja corrigir. Para corrigir olheiras, por exemplo, é importante escolher um corretivo que tenha uma tonalidade oposta à da olheira, para neutralizá-la. O corretivo também pode ser utilizado para destacar algumas áreas do rosto, como o osso da bochecha ou o arco da sobrancelha.

Abaixo um esquema simples para o uso dos corretivos coloridos utilizando a colorimetria e as cores complementares:

E mais, para corrigir manchas escuras na pele, como melasma ou hiperpigmentação, é possível usar um corretivo com uma tonalidade oposta à da mancha. Por exemplo, se a mancha é marrom, pode-se usar um corretivo com tonalidade lilás para neutralizar a cor. Depois, é possível aplicar a base e o corretivo do tom de pele por cima.

Para corrigir olheiras, é possível usar um corretivo com tonalidade oposta à cor das olheiras. Por exemplo, se as olheiras são arroxeadas, pode-se usar um corretivo com tonalidade amarela para neutralizar a cor. Depois, é possível aplicar a base e o corretivo do tom de pele por cima.

Para corrigir cicatrizes ou marcas de acne, é possível usar um corretivo do tom da pele para camuflar a imperfeição. É importante aplicar o corretivo em camadas finas e esfumar bem para que a correção fique natural. Depois, é possível aplicar a base por cima.

Para corrigir a vermelhidão na pele, é possível usar um corretivo verde para neutralizar a cor. Depois, é possível aplicar a base e o corretivo do tom de pele por cima.

É importante lembrar que a aplicação da corretiva deve ser feita de forma suave e com batidinhas leves, para que o produto seja bem absorvido pela pele. Além disso, é importante escolher os produtos adequados para cada tipo de pele e imperfeição, para que a correção fique natural e não prejudique a saúde da pele.

O blush é outra parte importante da maquiagem, e a escolha da cor depende do tom de pele e do efeito desejado. Para tons de pele mais claros, um blush rosado pode ser mais adequado, enquanto para tons de pele mais escuros, um blush em tons de bronze pode dar um efeito mais natural. O blush também pode ser utilizado para criar um efeito de contorno no rosto, destacando as áreas que se deseja realçar.

Por fim, os lábios também merecem atenção na maquiagem, e a escolha da cor do batom deve levar em consideração o tom de pele e a ocasião.

Para um look mais discreto, um batom nude ou rosa claro pode ser mais adequado, enquanto para um look mais ousado, um batom vermelho ou roxo pode ser a escolha ideal.

É importante lembrar que a cor do batom pode mudar de acordo com a tonalidade dos lábios, por isso é importante fazer testes antes de escolher a cor final.

Em resumo, a colorimetria é uma ferramenta muito importante na maquiagem, e sua correta aplicação pode fazer toda a diferença no resultado final. Com a escolha adequada das cores e técnicas de maquiagem, é possível realçar a beleza natural de cada pessoa.

Ficou em dúvida? Abaixo um video da Catlen Guerra que pode te ajudar!